Processo de Revitalização e Reorganização

Processo de Revitalização e Reorganização
Aonde o Senhor nos quer levar!

MARCO ALCANÇADO NO PROCESSO DE REVITALIZAÇÃO E REORGANIZAÇÃO

Avaliamos o processo de revitalização e reorganização realizado na Congregação durante o sexénio passado (2013-2019) nas suas diferentes etapas de sensibilização e motivação, de discernimento, de propostas, de determinação e de compromissos. Dois grandes objetivos estiveram na base do grande esforço que realizamos: a qualidade de vida evangélica e o impulso para viver a missão segundo nosso carisma franciscano hospitaleiro.

Em todos os momentos fomos iluminadas pela Palavra de Deus, pelo magistério da Igreja, pelos escritos de nossos  Fundadores, pelas Constituições e pelas orientações emanadas do XXVI Capítulo Geral de 2013.
Minhas Irmãs, quanta graça experimentada nestes anos em que pudemos apreciar a nossa capacidade de assombro, admiração, abertura, aceitação de motivos, sensibilização, purificação de critérios, superação de resistências, discernimento de situações! Momentos especiais de graça foram a oração pessoal e comunitária, o estudo, a reflexão partilhada, as confrontações com as nossas aspirações, a elaboração de propostas e as adesões às determinações tomadas.

Constatamos, agradecidas e com alegría, que a Congregação está viva e tem aspirações mais altas! Ainda que não tenhamos conseguido tudo o que desejávamos, o Espírito segue recriando-nos, porque despertou em nós a inquietude, insatisfação e novos desejos de superação.  Prova disto é a grande coincidência das Irmãs, diante das propostas oferecidas depois da leitura dos Lineamenta.

Devemos agradecer a luz e a permanente assistência do Espírito e o esforço de tantas Irmãs que levaram a sério este programa de renovação. O Governo Geral e a Comissão responsável pela animação do PRR desejam demonstrar a sua gratidão às Irmãs pela sua disponibilidade e colaboração. Com o empenho de todas, foi possível dar este impulso de vida nova! De facto, foi admirável a perseverança durante todo o processo.

Chegadas a este ponto da nossa caminhada, convém-nos recordar que, às vezes, damos mais importância às estruturas e às obras que temos, aos edifícios que ocupamos, às formas de estarmos organizadas geograficamente e aos modos de gerir os bens que possuímos. Esperamos que, nesta altura, nos tenhamos dado conta de que o processo de revitalização e reorganização é um autêntico caminho de espiritualidade, de conversão e purificação, de reafirmação da própria identidade e de transformação pessoal, comunitária e de missão.  O que podemos perceber, desde o ponto alcançado, é que o nosso processo foi uma tarefa iniciada que conseguiu atingir metas e que segue aberto aos desafios que o momento atual apresenta à sociedade, à Igreja e à nossa Congregação.

Agora, o Espírito convida-nos a seguir Jesus, segundo o Carisma da Madre Clara e do Padre Raimundo, que sempre nos precedem e nos impulsionam a seguir adiante.

 

Terça, 18 de Junho de 2019